Orientação de Pais e Famílias

Filho é um ser que nos emprestam para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isso mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo” (Definição de filho por José Saramago”

A Orientação de Pais objetiva a compreensão das dificuldades que ocorrem na relação pais-filho, salientando-se a forma como cada qual participa e desempenha seu papel nessa situação, que por vezes pode tornar-se conflituosa e geradora de dor psíquica.

Não se trata de receitas, regras, normas de como lidar com os filhos, mas sim em uma busca e aclaramento dos aspectos conflitivos, uma possibilidade de se pensar conjuntamente e quiçá encontrar um outro olhar e forma de lidar com as situações menos dolorosa.

A Orientação de Pais pode ocorrer por um período continuo de tempo ou por meio de sessões esporádicas, dependendo da necessidade e disponibilidade dos envolvidos.